Até quando?

Até quando você vai continuar olhando só pra si mesmo sem ao menos olhar pra si mesmo?

Até quando vai ouvir somente o que você quer falar?

Até quando a sua mesa vai continuar mandando comida pro lixo enquanto outros estão no lixo procurando o que comer?

Até quando vai acreditar na ” justiça” que você criou?

Até quando vai continuar pregando a sua hipocrisia de dizer que se importa …

Com o que você se importa?
Existir pra você é estar onde?
Quem é você?
Onde está você?
De onde você veio e pra onde você vai?

Pratique a observação…
Quantas mais experiencias você precisa provocar?

Nenhum caminho que leva a morada do nosso pai deixado aqui até hoje lhe foi o suficiente?

Então enquanto esse questionário estiver sem respostas vai continuar aparecendo e aparecendo e aparecendo suas milhões de perguntas…

Tuna Yoshodaha

Um recomeço

Não diga que a canção está perdida, tente outra vez…

 

Certo, acho que não há muito o que escrever em um primeiro post de blog desconhecido.

Talvez eu devesse, até, postar no Wattpad e esquecer essa ideia de blog, mas os blogs tem essa coisa informa

l, de serem achados sem querer, de aparecer como sugestão ou você acabar digitando endereços errados e ir parar no xvideos ao invés do site da casa boa esperança (vamos acreditar que foi erro de digitação).

E o que vai ter neste blog?

Vai ter literatura, ainda.

Vai ter game

s, ainda.

Agora vai ter cultura negra, por que o blog é meu e eu posto o que eu quiser. (Então vai ter Jidenna e Kendrick Lamar)

Vai ter magia. Sim, magia, exorcismos, conversas sobre ocultismo e muito mais do que eu for permitido revelar.

No fim das contas no meu blog vai ter o que eu quiser que tenha 🙂

Mas só depois do fim de Abril, por que antes tenho que terminar um freela e escrever pra um site super mega legal por aí.